Os Benefícios da Musicoterapia

A escuta e valorização de cada opinião, seja na escolha do repertório, do instrumento que vai tocar ou na
história de vida com imagens que associou ao cantar uma canção que vai nos contar, acrescentam e enriquecem as vivências e dinâmicas musicoterápicas presentes nas sessões e atendimentos em grupos com idosos.

Nos momentos de interação musical, privilegiamos o idoso enquanto sujeito do processo terapêutico, dando ênfase a conteúdos que priorizem seus interesses, motivações, experiências acumuladas, histórias de vida e contexto social.

Trabalhando o aumento da motivação e objetivando um alcance terapêutico, a musicoterapia levará o idoso à auto expressão de seus sentimentos através da músicas solicitadas, ao resgate da autoestima , e à maior aceitação das dificuldades advindas do processo natural do envelhecimento.

Nas sessões são utilizados instrumentos musicais percussivos de fácil manuseio, e não é necessário saber tocar ou cantar previamente para fazer musicoterapia. As canções acabam por revelar a “subjetividade e existencialidade interna do ser”, ou seja, seus conteúdos internos.

Assim, a capacidade de cantar é inerente a todo ser, em qualquer idade. A autovalorização advinda da escuta terapêutica e o cantar possibilitam a autoconfiança – cantar, encantar e se encontrar; adquirindo assim a qualidade de vida e saúde mental como resultado do fazer musical, sempre revelando este olhar diferenciado para a saúde do idoso.

Venha participar das nossas sessões de musicoterapia e se divirta!

Fonte: grupoconviva.com