Mesmo depois dos 70 anos, atividades simples que incluem navegar na internet, jogar baralho e socializar podem proteger contra o declínio mental, diz um novo estudo.

Os benefícios foram maiores em usuários de computador e naqueles que não tinham uma variação genética ligada ao Alzheimer. Mas, mesmo entre idosos com essa característica, o declínio mental que por vezes precede a demência foi menos frequente nos que se engajaram em atividades estimulantes da mente.

Os resultados não dizem respeito a jogos de computador caros que são desenvolvidos especificamente para manter o cérebro afiado. Os benefícios estudados dizem respeito a atividades a que muitos idosos têm acesso.

“Eles não têm que gastar todas as economias” em apetrechos sofisticados, diz o médico Yonas Geda, um dos autores do estudo e neurologista da unidade da Mayo Clinic em Scottsdale, Arizona, nos Estados Unidos.

O estudo foi publicado nesta segunda-feira (30) na revista especializada “JAMA Neurology”. Os pesquisadores observaram que a ligação estatística encontrada não é suficiente para provar definitivamente que as atividades foram responsáveis pelo menor risco de declínio cerebral. Ainda assim, os resultados apontam para o fato de que “estar ocupado mentalmente é bom para a saúde do cérebro”, segundo Heather Snyder, da Associação de Alzheimer.

Na Floripa Care os hóspedes e residentes encontrarão atividades diárias que não só divertem, mas melhoram as reações cognitivas, a memória e mantém a mente afiada!

Fonte: Globo.com